Setembro vermelho

Dada a importância das doenças cardiovasculares em termos de saúde pública e a sua alta prevalência, inclusive em termos de mortalidade, o mês de setembro ganhou a cor vermelha, SETEMBRO VERMELHO, para simbolizar a importância da prevenção dos fatores de risco cardiovasculares (estresse, sedentarismo, obesidade, hipertensão arterial, diabetes, tabagismo, etc) na redução de eventos (infarto do miocárdio, angina, acidente vascular cerebral, etc).

SETEMBRO VERMELHO coloca em evidência a importância na mudança do estilo de vida para preservação da saúde. Inclui-se dieta adequada, pobre em sal e gorduras saturadas (especialmente objetivando reduzir alimentos processados, industrializados, ricos em sódio e gordura como os queijos amarelos, etc), prática de exercícios físicos regulares, combate ao estresse inclusive do ambiente de trabalho, higiene do sono (redução de iluminação e ruídos excessivos no momento de dormir, uso de tablets e celulares em horários de repouso, aparelhos de TV no quarto, etc) e combate ao tabagismo e a obesidade.

SETEMBRO VERMELHO chama a atenção para a prevenção dados os inúmeros riscos para a saúde. A saúde é uma conquista diária que deve ser preservada a todo custo, de todas as formas, das inúmeras agressões que a vida moderna nos proporciona.