Cintilografia Miocárdica de Repouso e Esforço

Método diagnóstico tendo como base a medicina nuclear aplicada a cardiologia. É utilizada para detecção de inúmeras doenças cardíacas, dentre elas, a isquemia miocárdica, isto é, avalia a irrigação (nutrição) do músculo do coração, e de forma indireta, permite identificar se existem obstruções nas artérias do coração (coronárias). O princípio do método é a utilização de técnicas da medicina nuclear por meio de injeção intravenosa de radiofármacos (MIBI entre outros) e obtenção de imagens tomográficas do coração numa fase de repouso e comparada com uma fase dita de estresse, onde a frequência cardíaca do paciente é elevada através de medicamentos (dipiridamol, adenosina, dobutamina, etc) ou esforço físico em esteira ergométrica. Através da comparação entre as imagens obtidas em repouso e durante o estresse torna possível detectar alterações que venham requerer realização de cateterismo cardíaco. Outra indicação freqüente do método é na avaliação de viabilidade do músculo cardíaco, especialmente após situações tais como infarto agudo do miocárdio.

Cuidados para a sua execução

Jejum 4 horas;

Avisar ao seu médico da suspensão de medicamentos, 48 horas antes do inicio do exame, que contenham substâncias como aminofilina, teofilina, bamifilina e substâncias como: café, chá, chimarrão, refrigerantes, bebidas alcoolicas e chocolates (alimentos com a letra “C”: café, chá chocolate e coca-cola)

Trazer os exames realizados previamente como ECG, teste ergométrico, cateterismo cardíaco e cintilografia miocárdica.